Início > Notícias do Consulado
A distância é apenas geográfica
2020/09/08

Deputado Estadual Romero Sales Filho

Em maio, por indicação minha, a China venceu a 3ª edição do Prêmio Internacional País Amigo de Pernambuco, um título conquistado por ter desenvolvido projetos e ações ambientais, culturais, educacionais, comerciais, econômicas e sociais que trouxeram benefícios ao estado, além de todo o suporte dado durante a pandemia da Covid-19. Para além do título e do fato de ter sido instalado em Pernambuco o Consulado Geral Chinês no Brasil, a promoção da amizade entre o estado e o gigante asiático se dá pelo contínuo desenvolvimento de um elo estratégico que reafirma as contribuições e progressos da comunidade chinesa residente em Pernambuco.

É de extrema importância estreitarmos cada vez mais os laços com esse país, que, além da riqueza cultural, tem muito a nos ensinar sobre infraestrutura, inovação e negócios, além de ser modelo quando o assunto é estabilidade, já que seu modus operandide fazer política é por meio de planejamento e projetos a longo prazo. A China, acertadamente, não protela ações: ela avança.

E é seguindo o exemplo de avanço chinês que trabalhamos para que Pernambuco siga avançando. Nosso estado é reconhecidamente o centro de comércio, indústria e transporte do Nordeste. A tradiçãoagrícola, o Porto de Suape - um dos maiores do país - o Polo Automotivo de Pernambucoe o Porto Digital, referência de parque tecnológico e inovação, são potencialidades pernambucanas reconhecidas, mas esse potencial ainda não é totalmente aproveitado.

Brasil e China mantêm importantes relações comerciais, já temos quase 300 empresas chinesas no país. Só em 2018, foram 100 bilhões de dólares investidos. Mas, infelizmente, apenas uma pequena parte desse montante veio para Pernambuco e para o Nordeste.O Brasilé o quarto maior destino de investimentos externos da China. Todavia, o Nordeste representa uma irrisória fatia de 3% desse universo de investimentos. É hora de valer-se de todo esse intercâmbio e aprendizado para gerar novas oportunidades para o povo pernambucano.

Vamos juntos olhar para frente, e é esse olhar para o futuro que gostaria de destacar. Hoje, a China é quem mais investe em energias renováveis no mundo, e o Nordeste tem uma vocação natural para a geração solar e eólica, concentrando 85% do potencial eólico do Brasil.Destacamos também, em Pernambuco, áreas de agronegócio com as culturas da cana-de-açúcar e a da fruticultura irrigada e o maior conjunto de jazidas de minério de gipsita do País, com reservas estimadas em 1,22 bilhões de toneladas.

Alguns passos já foram dados. Em Ipojuca (PE) está instalada a maior central de operação logística do setor solar do Brasil. Possui estrutura superior a 30.000 m², para atender as volumetrias dos principais Players mundiais:Canadian Solar; Risen; Longi e Yingli Solar. Operando mais de 200 containers por mês, importados da China, volume este superior a R$ 700 milhões em mercadoria no seguimento solar. Só a Canadian Solar representa o maior volume geral, dentro do Brasil, com operações acima de 4 bilhões de reais ao ano, sendo que 30% em média dessa operação em Pernambuco.

Em Suape, aconteceu a aquisição do terminal de tancagem e do grupo Total Combustíveis pela PetroChina, nascendo um novo grupo, aPetronac. Com sede no Recife (PE), escolheu nosso estado para lançar os primeiros postos com bandeira própria, pela posição estratégica privilegiada. A rede está entre as cinco maiores distribuidoras de combustível do Brasil, possuindo quatro quatro bases próprias de distribuição (Bahia, São Paulo, Goiás e Distrito Federal). A força do portfólio de atuação da PetroChina Internacional (Hong Kong) Corporation Limited (PCIHK) no mundo trouxe vantagens competitivas na atuação no Brasil.

Em 2014, no Recife, foi inaugurado, no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Pernambuco (IFPE), um datacenter dos Centros de Dados Compartilhados (CDC). Uma iniciativa dos Ministérios da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e da Educação (MEC), coordenada pela Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP), em parceria com instituições de ensino e pesquisa nas regiões Norte e Nordeste, com a empresa chinesa Huawei, responsável pela doação e instalação dos equipamentos.

Pernambuco também tem o privilégio de ter o primeiro e único Instituto Confúcio de referência no Nordeste, um reconhecido instituto de ensino da língua e da cultura chinesas. A implementação do Instituto nasceu do convênio entre a UPE e a Sede Central do Instituto Confúcio (Hanban), em parceria com a Universidade Central de Finanças e Economia, em Beijing.

Pernambuco e Recife estabelecem intercâmbios amigáveis que saem do campo econômico e entram no cultural e social. O Festival de Feliz Ano Novo Chinês, realizado em Pernambuco, e o Festival Internacional, que contou com a participação da Orquestra Criança Cidadã na China reforçam essa importante troca cultural.

No campo social, o governo de Pernambuco e a Prefeitura do Recife manifestaram a solidariedade a Sichuan e Guangzhou, diante do sofrimento dessas localidades com a Covid-19. Por meio do intercâmbio entre as cidades-irmãs, mais de 20 províncias e cidades, e mais de 30 empresas da China fizeramdoações a cidades brasileiras. O consulado chinês ofereceu roupas de proteção, máscaras e outros materiais à Polícia Federal e aos hospitais, assim como a comunidade chinesa em Pernambuco que dedicou o seu amor e mostrou o sentimento com o projeto “grande amor sem fronteiras”.

No próximo dia 15 de agosto, é celebrado o Dia do Imigrante Chinês no Recife. A data, que marca a retomada das relações diplomáticas entre os dois países, deve ser muito celebrada, pois a China não é apenas um grande catalisador do desenvolvimento, mas também de humanidade.Traçamos uma rica história até aqui, mas ainda há muita cooperação pela frente. Agradecemos ao povo chinês, certos de que China e Pernambuco permanecem unidos, provando que distancia geográfica não é barreira.

 

Suggest to a friend:   
Print