Início > Notícias do Consulado
Imigração e valores: juntos somos mais fortes
2020/09/18

 

Imigração e valores: juntos somos mais fortes

Por: Edgar Albuquerque,Conselheiro da LIDE China

Há muito interesse em saber como a China se revelou o gigante que é nos dias atuais. O denominador comum a todas as respostas que já sabemos, como planejamento e execução, entre outras, é o trabaho.

De todos os chineses com quem tive o prazer de estar ao redor do mundo, trabalhadores seria a característica mais marcante. É um povo que não tem medo de trabalho, de empenho, de cair e de levantar.

Após estarem destruídos, moral, social e economicamente após a guerra do ópio, o gigante usou todas as suas forças a seu favor. Após, houve a fome no século XX. Mas o seu maior ativo, as pessoas, foi a razão de toda a ruptura com aqueles anos de amargor.

Embora o início da imigração chinesa no Brasil tenha sido no governo de Dom João VI, com o cultivo de chá vindo de Macau, então colônia portuguesa, a grande onda deu-se por volta dos anos 60 e 70 do século passado, em que chineses fortaleceram um movimento de diáspora global em busca de melhores condições de vida e trabalho em tempos ainda difíceis.

A partir daí que nossa sociedade moderna pode perceber de perto as qualidades de um povo que sabe muito bem se reerguer, e encara a vida de frente. Além da gastronomia, da música, do idioma,que são qualidades mais fáceis de perceber, o ponto mais forte, a meu ver, é o modo guerreiro de viver as batalhas do dia a dia, o valor dispensado à família, e claro, repetido novamente, o trabalho incessante em várias frentes.

Atualmente, os chineses giram a economia de grandes centros no Brasil. Mas também temos a influência dos chineses que ficaram na China, e que junto com o Brasil, construíram uma relação diplomática e comercial que veio a ser a principal para nossa economia.

O Brasil se beneficia duplamente dessa proximidade: com os chineses que vieram se reinventar na Ilha de Vera Cruz, e com os chineses que ficaram lá, reergueram o gigante milenar, e agora investem no País e ou estimulam o comercio bilateral.

No décimo quinto dia do mês de agosto, deste 2018, comemora-se o Dia Nacional da Imigração Chinesa no Brasil. E eu não poderia deixar de me sentir honrado em parabenizar todos os chineses, amigos e parceiros, com quem tenho o prazer de aprender diariamente sobre o valor do trabalho, e por quê não,da perseverança. Essa é a receita que tento praticar diariamente, e uma das maiores influências para mim, um brasileiro em busca de ser melhor a cada dia.

Suggest to a friend:   
Print