Início > Notícias do Consulado
Interconexão para Cooperação Ganha-Ganha
2020/12/16

——Discurso da Yan Yuqing, Cônsul Geral da China no Recife,

no 1º WEBINAR – Diálogos e perspectivas comerciais, investimentos e parcerias em infraestrutura com a China em Pernambuco

 

Caros convidados,

Bom dia para todos!

É um grande prazer participar do 1º WEBINAR – Diálogos e perspectivas comerciais, investimentos e parcerias em infraestrutura com a China em Pernambuco. Hoje em dia, o unilateralismo e o protecionismo comercial estão voltando, mas não há saída para o isolamento. Só com cooperação que podemos se desenvolver. O tema do seminário de hoje foca em comércio, investimento e cooperação. Acredito que o seminário será um grande sucesso.

 

1. China obteve resultados notáveis na cooperação internacional em infraestrutura

Em 2013, o Presidente chinês Xi Jinping propôs a iniciativa "um cinturão e uma rota". A conectividade de infraestrutura desempenha um papel importante na construção e no desenvolvimento dessa iniciativa. A conectividade de infraestrutura inclui a rede de transporte (rodovias, ferrovias, transporte aéreo e marítimo), a rede de de comunicação (cabos ópticos, satélites), e a rede de energia (petróleo, gás natural e eletricidade).

Essas redes fizeram contribuições econômicas importantes para os países ao longo da rota. A razão pela qual a China pode se destacar na construção de infraestrutura no exterior é que a China tem mais de 30 anos de experiência no desenvolvimento de infraestrutura e tem vantagens em administração de capital e equipamento técnico.

Atualmente, mais de 150 países e organizações internacionais assinaram acordos de cooperação com a China para construir "um cinturão e uma rota", incluindo 19 países latino-americanos. O Brasil é o país mais forte na América Latina, com um enorme potencial de cooperação com a China, e tem todos os motivos para se tornar um importante participante da iniciativa "um cinturão e uma rota".

O Banco Asiático de Investimento em Infraestrutura (AIIB) é uma plataforma de investimento e financiamento para "um cinturão e uma rota". Ele pode resolver o problema da má distribuição de recursos regionais, e realizar a alocação efetiva de investimentos , para apoiar o desenvolvimento de infraestrutura dos países ao longo da rota. No dia 8 deste mês, o Brasil participou do AIIB como membro fundador. Com a participação do Brasil, o AIIB poderá financiar projetos brasileiros, e o Brasil também participará da governança do AIIB.

 

2. China e Pernambuco e outros estados da Nordeste têm perspectivas promissoras na cooperação de infraestrutura

Sempre falo com os meus amigos que Pernambuco é um presente de Deus ao povo do Nordeste. Na história, foi o centro do comércio do Brasil devido à sua localização geográfica e plantação de cana-de-açúcar. Hoje, ainda é um importante centro de comércio, serviços, indústria, energia e transporte no Nordeste por causa dos recursos naturais, localização geográfica, base industrial e tecnologia informática. Ao mesmo tempo, é o centro de produção de frutasas e flores. O Porto de Suape é um dos maiores portos do Brasil, possui muitas empresas internacionais. é um porto com grande potencial de desenvolvimento.

A escolha do governo chinês de abrir consulado geral em Pernambuco mostra que a China valoriza a importância de Pernambuco no Nordeste e o seu papel de cooperação com a China. Mas honestamente, assim como o desenvolvimento de Pernambuco ainda não voltou à sua glória histórica, o potencial de cooperação entre a China e PE está longe de ser descoberto, e, em particular, carece de grandes projetos de cooperação. Atualmente, há muito espaço para desenvolvimento de infraestrutura no mar e na terra. é um ótimo momento para investir em infraestrutura em PE.

A jurisdição do nosso consulado cobre oito estados do Nordeste, exceto Bahia. Essa Região tem uma localização geográfica estratégica, com portos naturais e recursos de agricultura, pecuária, pesca, minerais e turismo. Além de PE, a China também atribui grande importância na cooperação com os estados de Nordeste.

Por exemplo, o porto de São Luís, que a CCCC está construíndo, é o primeiro projeto de investimento greenfield (campo verde) na infraestrutura do Brasil. A China Unicom e países africanos construíram um cabo submarino de 5.800 quilômetros, que desembarcou em Fortaleza, se tornando a segunda maior rede que liga América do Sul, África, Europa, Oriente Médio e Ásia-Pacífica.

Nos últimos anos, a cooperação de nova energia também alcançou resultados notáveis. Por exemplo, a State Grid adequiriu a CPFL Energia, a State Power Investment Group estabeleceu uma empresa em Natal e a China General Nuclear Power Group construiu a maior usina solar (Nova Olinda) no Piauí. A PetroChina adquiriu 30% da TT Work, tornando-se a primeira empresa internacional de energia a entrar no mercado brasileiro de combustíveis.

A escala de investimento das empresas chinesas continua se expandindo. China e Brasil têm amplas perspectivas de cooperação em infra-estrutura, como novas energias, comunicações e portos.

 

3. Construimos a interconexão e cooperação ganha-ganha

Em dois anos e meio desde que assumi o cargo de Cônsul Geral, promover a cooperação entre PE e a China sempre é a prioridade no meu trabalho. Já convidei os vice governadores de Sichuan e Qinghai com os empresários chineses para aqui . Realizamos seminários de infraestrutura de PE e de energia renovável. Visitei Porto de Suape por 5 vezes. Vou continuar promovendo o desenvolvimento de portos, energia eólica e solar, comércio de produtos agrícolas, alta tecnologia e medicina tradicional chinesa.

Também quero falar sobre a cooperação de "nova infra-estrutura". O que é “Nova infraestrutura”. Isto é 5G, inteligência artificial, centro de dados, Internet industrial. No contexto da pandemia, a cooperação de "nova infra-estrutura" será um novo caminho para recuperar o crescimento econômico. O Porto Digital de Pernambuco está muito desenvolvido e tem boas condições para desenvolver “nova infraestrutura”.

Recentemente, também participei de um seminário promovido pela APEX, tive comunicação online com os dirigentes da SUDENE e conseguimos muitos consensos de cooperação. Estou disposta para realizar mais seminários a distância com vocês junto com as empresas chinesas. Também podemos aproveitar a província irmã Sichuan para procurar masi oportunidades de cooperação. O Consulado Geral está disposto a fornecer os apoios.

 

Por fim, desejo a este webinar um grande sucesso! obrigada!

Suggest to a friend:   
Print